O Templo Vindouro

Categoria (Terceiro Templo) por Geração Maranata em 02-08-2010

Tag:



por Jack Kelley

De acordo com as profecias de Daniel 9:27Mateus 24:152 Tessalonicenses 2:4, vai existir um Templo em Israel, no início da Grande Tribulação. Isto é confirmado por Apocalipse 11:1, que descreve João medindo um templo durante a Tribulação. Sua localização é a "Cidade Santa". O capítulo 11 introduz também as 2 testemunhas que pregam na "Grande Cidade" e são finalmente mortas lá, seus corpos largados na rua. A Grande Sidade é identificada como o lugar onde o Senhor foi crucificado: Jerusalém. Mas Jerusalém é também a Cidade Santa?

De acordo com Zacarias 14:6-9 no dia da volta do Senhor, um terremoto irá dividir o MT. das Oliveiras em dois ao longo de uma linha leste-oeste, criando um grande vale pelo centro de Jerusalém. Imediatamente um rio vai encher o vale criando um canal do Mediterrâneo ao Mar Morto. Se o Senhor voltar para a mesma área do MT. das Oliveiras de onde partiu, como sugerido por Atos 1:11, o terremoto de criará este vale Leste-Oeste irá destruir o atual Monte do Templo e tudo o que possa estar de pé sobre dele.

Ezequiel 47:1-12 descreve um grande rio que flui a partir do lado sul do Templo e depois para o leste para o Mar Morto durante um período de tempo que a maioria dos estudiosos acredita que ainda não ocorreu. Apocalipse 22:1-2 confirma isso. Se, como parece, Ezequiel, Zacarias e Apocalipse descrevem o mesmo rio, então um cenário interessante começa a emergir.

Este cenário requer que um Templo esteja presente no dia da volta do Senhor, mas já que o atual Monte do Templo terá sido destruído pelo terremoto mencionado acima, este Templo deve estar em outro lugar. Como o rio nasce sob o Templo e corre do seu lado sul antes de dirigir-se para o Oriente e para o Ocidente, o Templo deve estar ao norte do vale do rio recém-criado.

 

Onde Estão as 12 Tribos?
O desenho da concessão de terras dada às 12 tribos no capítulo 48 de Ezequiel em um mapa de Israel, coloca o recinto da Cidade Santa um pouco ao norte da atual cidade de Jerusalém. Este novo local é a antiga cidade de Siló, onde o Tabernáculo permaneceu por quase 400 anos depois que os israelitas conquistaram a Terra. Esta é a Cidade Santa e seu nome é Jeová Shammah de acordo com o último verso de Ezequiel. O Hebraico pode ser traduzido como "o Senhor está aqui".

Se estiver correto, este local cumpre todos os requisitos para o Templo mencionado nas referências acima. O atual Monte do Templo em Jerusalém não.

De acordo com Ezequiel 44:6-9, este Templo terá que ser contaminado de uma maneira nunca vista na história, portanto, em um tempo ainda futuro para nós. Um estrangeiro incircumsizo no coração (nem cristão) e na carne (nem judeu) terá sido encarregado do Santuário, enquanto oferece sacrifícios. Se entendermos a cronologia de Ezequiel, este evento terá lugar depois do reajuntamento de 1948 profetizado em 36-37 e dochamdo nacional de alerta profetizado em 38-39, mas antes do Reino Milenar começar. O úmico evento que nós conhecemos que se encaixa na cronologia é a Grande Tribulação. Isto é confirmado pela profecia de Paulo em 2 Tessalonicenses 2:4 onde o Anticristo se apresenta no Templo, proclamando-se Deus.

Aqui, então, é um esboço dos acontecimentos. Após o retorno de Israel a Deus, depois da batalha de Ezequiel 38-39, o povo Judeu vai restabelecer a sua aliança (a antiga não a nova) com Ele. Isso vai exigir um retorno às práticas Levíticas e assim um Templo será construído. Este é o Templo de que falam Daniel e Apocalipse. Seguindo as instruções dadas por Ezequiel e necessitando evitar os enormes problemas que um Templo em Jerusalém iria criar no mundo Muçulmano, este Templo estará localizado ao norte de Jerusalém, em Siló. Ele será contaminado no meio dos últimos 7 anos, conforme descrito em Daniel 9:24-27Ezequiel 44:6-9Mateus 24:152 Tessalonicenses 2:4 dando início a Grande Tribulação, mas será purificado por água viva que começa a fluir no dia da volta do Senhor (Zc 14:8). Este templo será utilizado durante o Milênio para lembrar a obra do Senhor na cruz e oferecer a perspectiva para as crianças nascidas durante a Era do Reino de escolher a salvação assim como você e eu tivemos a perspectiva da Ceia do Senhor ao fazer a nossa escolha. Lembre-se, Ele disse: "Fazei isto em memória de mim até eu chegar." Atos 15:14-16 confirma que, após o Senhor escolher um povo dentre os gentios, para si mesmo (a igreja) Ele vai voltar e reconstruir o Tabernáculo caído de Davi (o Templo). Este é o Templo Milenar tão vividamente descrito em Ezequiel 40-48.

 

A Nova Jerusalém
A passagem de Ezequiel também resolve a questão Jerusalém / Nova Jerusalém. Desde que comecei a estudar estas coisas, existe debate sobre a questão da Nova Jerusalém. Alguns se perguntam como o Senhor pode permitir que crentes redimidos e seres humanos naturais não crentes co-existam no Milênio (A teoria da maçã podre estragar todo o barril). Outros perguntam como uma cidade com uma uma 2250 Km de lado e de altura pode se localizar em Israel, quando todo o país não é tão grande.

Examinando cuidadosamente Apo 21 e 22, percebemos que na verdade João nunca disse que a cidade chega à Terra. Só nos é dito que ele a vê descer do céu, preparada como uma noiva. (Não que a cidade seja a noiva, mas que, como uma noiva no dia do casamento, nenhum esforço foi poupado para lhe dar melhor aparência possível.)

Eu não acredito que a cidade jamais repouse sobre a superfície da Terra, mas que orbite, na proximidade da Terra, como um satélite, ou talvez uma outra lua.

Também comparando as descrições da Nova Jerusalém com Jeová Shammah vemos algumas semelhanças, mas diferenças suficientes para refutar a idéia de que João e Ezequiel descreveram o mesmo lugar. Compare o seguinte:

Nova Jerusalém Jeová Shammah
(Todos os versos de Apo.) (Todos os versos de Ezequiel)
12 portões com os nomes de Israel (21:12) 12 portões com os nomes de Israel (48:30)
12 fundações com os nomes do Apóstolos (21:14) Fundação não descritos
2250 Km de lado e altura (21:16) 1600 m de lado (48:30)
Desce do céu (21:2) Localizada em Israel sobre a Terra (40:2)
Nenhum Templo … Deus e do Cordeiro são o seu Templo (21:22) Templo ao norte da cidade (40:2)
Sem pecado, nenhum impuro vai entrar (21:27) Sacrifícios diários pelo pecado no Templo (45:13-15,17)
Não há mais morte (21:4) Ainda há morte (44:25 também Isaías 65:20)
Nenhum ser natural … apenas os aperfeiçoados (21:27) Seres Naturais (46:16)

Com a diferenciação dessas duas Cidades Santas, o conflito aparente entre a escatologia judaica e cristã está resolvido. A Israel foi prometido que um dia Deus viria à Terra para habitar no meio deles para sempre, enquanto à Igreja Jesus prometeu que virá para nos levar ao céu para viver com ele lá. Ambas as promessas se realizam.

Como Ezequiel especificamente citou a promessa do Senhor de habitar entre os filhos de Israel para sempre (43:7) e, em seguida, descreveu a nova Cidade Santa, enquanto Jesus prometeu voltar para a Igreja para nos levar para estar com Ele (João 14:1-3), eles deviam estar falando sobre dois destinos diferentes. E estavam. O Céu é a Nova Jerusalém, onde vamos morar com o Senhor para sempre, enquanto a Cidade Santa na Terra é Jeová Shammah onde Deus habitará no meio do Seu povo Israel para sempre.

http://olharprofetico.com.br

 

Leia também:

Comentarios:

Post a comment

Início | Download | Links | Contato
Misso Portas Abertas JMM ANEM
Destino Final Heart Cry Jocum Missao Total Missao Total Projeto Paraguai