Imortalidade através da ciência

Categoria (Apostasia, Sinais Proféticos) por Geração Maranata em 21-05-2011

Tag: ,



por Geração Maranata

Atualizado em 04-07-2011

O homem quer alcançar a imortalidade através da ciência.

 

Os Transhumanistas vêem o evolucionismo como verdade e, com base nisso, entendem que podem fazer com que a 'espécie humana' avance mais em seu processo evolutivo, porém com a ajuda da ciência.

Uma vez que se tenha o controle da tecnologia, pode-se assumir também o controle da evolução humana, inclusive modificá-la. O objetivo é a elevação do homem, tal qual um ‘deus’. (a velha historinha de sempre...).

"Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo." (Is 14:14)

Foi justamente isso que Satanás, a antiga serpente, incutiu na mente dos primeiros habitantes desse mundo lá no Jardim do Éden: o querer ser como Deus.

Toda distorção da verdade e do conhecimento de Deus teve origem da antiga serpente (o diabo). Satanás deixou brotar no coração deles a ilusão de ser quem não eram, e jamais poderão ser.

Levado pelo orgulho, Lúcifer se exaltou e com isso toda sua sabedoria foi corrompida.

"Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti. Na multiplicação do teu comércio encheram o teu interior de violência, e pecaste; por isso te lancei, profanado, do monte de Deus, e te fiz perecer, ó querubim cobridor, do meio das pedras afogueadas. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti." (Ez 28:14-17)

Na história da humanidade sempre houve pessoas que se colocaram no lugar de Deus: faraós, cézares, imperadores, reis, etc.  E hoje não é diferente. Estamos vivendo os tempos finais nesta terra, quando a soberba está imperando mais do que nunca, quando a ciência se propõe a 'matar Deus' e os homens, com suas mentes e corações endurecidos, não conseguem (e não querem) chegar ao conhecimento do Deus Verdadeiro.

"Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens … presunçosos, soberbos, … orgulhosos, … Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade." (2Tim 3:1-7)

"E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará." (Dn 12:4)

Infelizmente muitos se deixam enganar pelas artimanhas do diabo, assim como aconteceu aos nossos pais, Adão e Eva, no Jardim do Éden.

Para que todo aquele que nele (Jesus) crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (Jo 3:15)

Disse Jesus: E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão. (Jo 10:28)

E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. (1Jo 5:11)

Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. (Rom 6:23)

Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus. (1Jo 5:13)

 

Obs: Não sou contra a pesquisa científica, que muito beneficia a humanidade e torna a vida de milhares de pessoas melhor.  A tecnologia permite, por exemplo, que seja possível a existência desse blog.  O que se pretende é explicitar a arrogância e soberba de homens, que pelo avanço da ciência e do conhecimento, tem a ilusão de que são poderosos e por isso são deuses (Leia neste post a matéria sobre a criação da vida sintética por Craig Venter).

 

"O Transhumanismo defende o uso da ciência e tecnologia para aumentar a inteligência, o tempo de vida e o bem-estar dos seres humanos."

O que é transhumanismo?

Transumanismo (também simbolizado por >H ou H+) é um movimento intelectual e cultural que defende o uso da ciência e tecnologia para melhorar as características e capacidades físicas e mentais dos seres humanos.

Transhumanistas se voltam para a biotecnologia, nanotecnologia, inteligência artificial, neurociência e outras tecnologias emergentes para estes propósitos.

Como os humanistas, os Transhumanistas enaltecem a razão, o progresso, o método científico e o bem-estar humano. Todavia, os Transhumanistas declaram que levam o humanismo mais a diante, desafiando os limites humanos através da ciência e da tecnologia, vislumbrando, na humanidade, um estágio transitório no desenvolvimento evolucionário da inteligência pelo Universo.

Os Transhumanistas desejam aumentar suas capacidades cognitivas e controlar o envelhecimento para aumentar o bem-estar humano e explorar os mistérios do Cosmo.

 

História

O termo Transhumanismo foi criado pelo biólogo Julian Huxley em 1957, que o definiu como a doutrina do "homem continuando homem, mas transcendendo, ao perceber novas possibilidades de e para sua natureza humana".

Em 1966, um futurista estadunidense da New School University, começou a identificar como "transumano" (uma referência a "humano transitório") — "pessoas que adaptavam tecnologias, estilos de vida, e visões de mundo transicionais a uma pós-humanidade."

Alguns dos objetivos comuns aos Transhumanistas são a eliminação da pobreza e sofrimento humanos, a cura das deficiências físicas e mentais, o aumento da inteligência humana, o prolongamento indefinido do tempo de vida do ser humano, visando a imortalidade, a criação de inteligência artificial e a exploração espacial.

Transhumanistas auto-declarados encontram-se espalhados pelo mundo. O país com o maior número de adeptos são os EUA, com destaque para a California, estado símbolo da riqueza e bem-estar note-americanos, concentrando empresas e instuições de pesquisa que se encontram na fronteira da ciência.

Foi na Universidade da Califórnia em Los Angeles, na década de 80, onde se reuniram as primeiras pessoas auto-declaradas transhumanistas.

O H + é o símbolo padrão para identificar o transhumanismo

Transhumanistas ou simpatizantes

Aubrey de Grey, geneticista da Universidade de Cambridge, fundador da Fundação SENS, que defende que será possível a seres humanos vivos atualmente viverem indefinidamente. Leia a matéira: Geneticista defende tese de que é possível viver mil anos

Bill Gates declarou que "Raymond Kurzweil é a pessoa que melhor conhece o futuro da tecnologia" e que "concorda com 99% do que Kurzweil diz", embora o considere excessivamente otimista.

João Pedro de Magalhães, geneticista português que pesquisa a biologia do envelhecimento, criador do maior banco de dados sobre a genômica do envelhecimento.

Marvin Minsky, pioneiro e expoente no campo da inteligência artificial, destacado professor no MIT, onde foi co-fundador do Laboratório de Inteligência Artificial (MIT AI Lab, atualmente MIT Computer Science and Artificial Intelligence Laboratory — CSAIL). É autor de "The Emotional Machine" e "Mind Society".

Nick Bostrom, professor da Universidade de Oxford, diretor do Future of Humanity Institute da mesma universidade. Fundador da Associação Mundial Transhumanista (WTA, em inglês).

Peter Diamandis, graduado pelo MIT, mestre pela Harvard Medical School, co-fundador da 'Singularity University', fundou, criou com Paul Allen (o co-fundador da Microsoft) a SpaceShipOne, a primeira espaçonave pilotada não governamental da história. Sua empresa Space Adventures foi responsável por levar Dennis Tito à Estação Espacial Internacional em 2001, tornando-o o primeiro turista espacial da história. Atualmente, a Space Adventures planeja a primeira viagem privada à Lua, em um vôo orbital, que abrirá uma nova era na exploração espacial.

Peter Thiel, co-fundador do Paypal e investidor inicial do Facebook. Thiel financiou o 'Singularity Summit' e doou U$3.5 à Fundação Matusalém (nome sugestivo, heim!) para pesquisa anti-envelhecimento.

Stephen Hawking, também pode ser classificado como simpatizante do Transhumanismo o consagrado físico inglês, professor na Cambridge University (instituição frequentada por cérebros de peso, como Issac Newton e Charles Darwin), em virtude de recente manifestação pública em que Hawking defendeu a idéia de que os seres humanos iniciaram um novo estágio na evolução e serão capazes de desenhar a própria inteligência, diminuir a agressividade humana e explorar outros planetas (ele próprio, um defensor dos vôos tripulados).

 

Raymond Kurzweil

O engenheiro, futurólogo e visionário Raymond Kurzweil criou termos como “transhumanismo” e a famosa “singularidade tecnológica”, quando a humanidade evoluirá a ponto de mesclar homem e máquina. Kurzweil é considerado o "Thomas Edson do século XXI". É também o mais proeminente defensor do Transhumanismo, um inventor milionário graduado pelo MIT (Inventor do ano de 1998, pelo MIT; Medalha Nacional da Tecnologia 1999) e pioneiro no desenvolvimento de programas de reconhecimento de fala e caracteres ópticos (OCR). Uma de suas invenções de maior sucesso foi o software de leitura para cegos, utilizado e divulgado por um amigo e admirador de Kurzweil: o cantor Seteve Wonder.  Diferentemente de outros Transhumanistas que se dedicam apenas a pesquisa ou ao associativismo, Kurzweil tem demonstrado interesse em divulgar o transhumanismo para o grande público.

 

Singularidade tecnológica

Denominação dada a um evento histórico previsto para o futuro, no qual a humanidade atravessará um estágio de colossal avanço tecnológico em um curtíssimo espaço de tempo.

Para fazer uma estimativa precisa de quando exatamente a inteligência artificial conseguirá alcançar níveis superiores a inteligência humana muitos índices tem sido usados e comparados. A lei de Moore, em vigor há mais de 30 anos, segundo a qual a cada 18 meses a capacidade de processamentodos computadores dobra, enquanto os custos permanecem constantes, é extensamente usada como modelo nos estudos sobre singularidade tecnológica.

No modelo de singularidade tecnológica como conseqüência natural do acelerado progresso técnico-científico vários outros índices também têm sido utilizados, dentre eles podemos destacar o número crescente de publicações científicas anuais, o número crescente de patentes registradas e a crescente concorrência econômica e industrial internacional.

A maior parte daqueles que pesquisam ou discutem a singularidade tecnológica acreditam que esta possa decorrer entre os anos de 2025 e 2070, embora seja perfeitamente possível que esta demore mais a ocorrer ou, simplesmente, não ocorra.

Há muito tempo o cinema e a ficção-científica abordam temas relacionados ao fim do mundo, mas a singularidade tecnológica como ameaça global é algo bem mais recente:

Exemplos:

  • Matrix, lançado em 1999, que apresenta uma versão bastante elaborada de como poderá ocorrer a singularidade tecnológica. No filme, uma guerra entre homens e máquinas inteligentes é travada entre 2094 e 2102 com a derrota e conseqüente escravização da humanidade.
  • O Exterminador do Futuro 3: A Rebelião das Máquinas aborda uma longa e inacabada guerra entre homens e máquinas.
  • Eu, robô do escritor Isaac Asimov, aborda uma vitória humana sobre a questão.
  • O Homem Bicentenário (também do escritor Isaac Asimov), mostram que a inteligência artificial pode ser totalmente benéfica e que a singularidade tecnológica pode não trazer perigos potenciais à humanidade.

 

Instituições transhumanistas e simpatizantes

Singularity University – É uma instituição acadêmica situada no Vale do Silício, Califórnia (mais precisamente, no Ames Parq, da NASA), que tem por objetivo "reunir, educar e inspirar" líderes do futuro para enfrentar as dificuldades e aproveitar as oportunidades do desenvolvimento exponencial da tecnologia. A Singularity University recebe suporte financeiro do Google e da Nasa. (Leia a matéria: "Nasa e Google financiam nova universidade em busca de desafios da humanidade")

 

Humanity Plus (World Transhumanist Association) -"Humanity Plus", anteriormente designada por "World Transhumanist Association" é uma organização internacional sem fins lucrativos que advoga o uso ético da tecnologia para expandir as capacidades humanas, defendendo o desenvolvimento e o acesso às novas tecnologias que permitirão a qualquer pessoa desfrutar melhores mentes, melhores corpos e melhores vidas. Em outras palavras, a Humanity Plus defende que as pessoas sejam mais do que boas: sejam melhores. A associação foi fundada pelo jovem filósofo de Oxford Nick Bostrom.

Google – Foi um dos parceiros fundadores da 'Singularity University', conforme informado no site da própria instituição (http://singularityu.org/about/partners/). Além disso, a empresa convidou Ray Kurzweil para sua prestigiada série de palestras denominada "Authors@Google".

Sens Foundation – Iniciativa, dentre outros, de Aubrey de Grey, trata-se de uma fundação com sede na Califórnia com objetivo de financiar pesquisas para o retardamento do envelhecimento e o rejuvenescimento.

Alcor Life Extension Foundation – Com sede em Scottsdale, Arizona, trata-se de uma organização sem fins lucrativos que advoga o uso da criogenia (com utilização de nitrogênio líquido) para preservação dos seres humanos após a morte. O objetivo é manter os pacientes congelados até que tecnologias futuras possam trazê-los de volta (ou seja, ressuscitar).

 

H+ Magazine (Revista) – H+ Magazine é uma nova publicação que cobre as mudanças tecnológicas, científicas e culturais que estão mudando profundamente os seres humanos. A edição é inteiramente digital e pode ser baixada ou lida online no site: www.hplusmagazine.com .

Immortality Institut

Trata-se de uma organização com a missão de promover a pesquisa científica sobre extensão da vida, visando, um dia, acabar com a morte involuntária. É sustentada por doações de particulares

Kurzweil Accelerating intelligence Network – Site que traz, diariamente, notícias de descobertas relacionadas à evolução da inteligência artificial, radical longevidade e muito mais. Site: http://www.kurzweilai.net/

Jornal of Evolution & Technology – Um periódico eletrônico revisado por pares (peer-reviewed) publicado pelo Instituto para Ética e Tecnologias Emergentes (Institute for Ethics & Emerging Technologies). Site: http://jetpress.org/

Rejuvenation Research – Rejuvenation Research é um periódico científico quadrimestral, multidisciplinar e revisado por pares publicado por Mary Ann Liebert, Inc. que investiga terapias do rejuvenescimento.

Accelerating Future - http://www.acceleratingfuture.com/michael/blog/

 

Organizações e instituições relacionadas

Existem várias organizações e instituições que pretendem participar ativamente e/ou promovem estudos acerca da singularidade tecnológica. Dentre estas podemos destacar:

Singularity Institute for Artificial Intelligence, instituto de pesquisa sem fins lucrativos que já vem promovendo há algum tempo o estudo e o avanço das pesquisas na área da inteligência artificial e prega que a singularidade tecnológica pode ser totalmente benéfica, ao contrário do que muitos acreditam. Estão atualmente trabalhando para dar forma ao que o estatístico britânico Irving John Good chamou de "explosão de inteligência" e têm como objetivo adicional promover uma discussão e uma compreensão mais ampla sobre a inteligência artificial e seus benefícios.

Acceleration Studies Foundation, organização educacional sem fins lucrativos que visa promover estudos e pesquisas (e também conseguir investimentos para as mesmas) acerca da aceleração do progresso científico e tecnológico e da aceleração das mudanças sociais, políticas, culturais e econômicos de nossa sociedade. É também responsável por uma conferência anual realizada na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, onde se discute a aceleração das inovações tecnológicas e o seu impacto social, promovendo para tal introspecções multidisciplinares acerca de assuntos muitas vezes relacionados à singularidade tecnológica.

Associação Transumanista Mundial, fundada em 1998 pelo filósofo sueco Nick Bostrom, director do Instituto do Futuro da Humanidade, criado na Faculdade de Filosofia de Oxford, encabeça inúmeras delegações em todo o mundo, mas não deixa de ser uma especificidade do Ocidente industrializado. Os Transumanistas têm por base na sua argumentação o êxito das nanotecnologias e defendem que a ciência está prestes a passar a Humanidade e vai obrigá-la a ultrapassar-se a si mesma. Raymond Kurzweil, engenheiro e futurologista americano, publicou Human 2.0, “Singularidade” em português, ligado ao tema em questão Singularidade tecnológica, esta publicação contempla a próxima fusão entre o ser humano e a máquina e o aparecimento de sistemas supra-inteligentes. Os movimentos Transumanistas pretendem o nascimento de um mundo sem limitações, que nos força a ser meros seres humanos. Amanhã, deixará de ser necessário nascer, as doenças terão desaparecido e a morte deixará de ser imposta, esta recusa da condição humana denota uma rejeição a tudo o que a natureza nos impõe.

 
Centro de Pesquisa Ames, da Nasa, na Califórnia, vai abrigar a nova universidade

Google, Yahoo e Nasa juntos resolveram apoiar um colégio que ensina os alunos a lidar com um mundo onde a tecnologia pode tornar-se mais esperta do que os seres humanos. A Singularity University terá a sua base no programa espacial do Ames Campus no Vale do Silício, E.U.A. Seu chanceler será o controverso futurista Raymond Kurzweil, cujo livro escrito em 2005 "A Singularidade está próxima" inspirou o nome da escola: Singularity University. Apesar do seu nome, o Colégio não é realmente uma Universidade, mas vai oferecer nove semanas de cursos no intuito de assegurar uma tecnologia para melhorar a situação da humanidade, em vez de prejudicá-la. Os cursos foram concebidos para ver como os alunos podem usar a tecnologia de forma a resolver problemas mundiais como a pobreza, a fome, as doenças, o aquecimento global e redução do abastecimento energético.

 

Nanorobôs interagirão diretamente com neurônios em 2029

O cientista americano Ray Kurzweil afirmou que a humanidade chegará a um ponto em que se submeterá a implantes de pequenos robôs para se tornar mais inteligente, e isto pode estar num futuro não muito distante.

O especialista acredita que a inteligência artificial de computadores se equiparará à inteligência humana em 2029, conforme noticiou o site The Inquirer.

Em entrevista à BBC, Kurzweil afirmou acreditar que máquinas e humanos se unirão através de implantes que ampliarão tanto a inteligência quanto a saúde. "Mas não será uma invasão alienígena de máquinas inteligentes para nos substituir", tranqüilizou o engenheiro.

"Já somos uma civilização homem-máquina; usamos nossa tecnologia para expandir nossos horizontes físicos e mentais e isto será uma extensão", defendeu. Caso o engenheiro esteja certo, em breve nanorobôs interagirão diretamente com neurônios, ajudando a melhorar a memória e permitindo que humanos se conectem a ambientes virtuais automaticamente via sistema nervoso.

Kurzweil é um dos 18 pensadores mais influentes escolhidos pela Academia de Engenharia dos Estados Unidos para identificar os grandes desafios tecnológicos que a humanidade enfrentará no século XXI. Entre os outros pensadores estão Larry Page (fundador do Google) e Craig Venter (pioneiro na decodificação do genoma).

 

Craig Venterv e a criação da vida sintética

Bioquímico, Evolucionista convicto, é o fundador da empresa Celera Genomics e do Instituto J. Craig Venter. Há dez anos, Craig ficou mundialmente famoso com publicação do mapeamento do genoma humano. Há três anos terminou o sequenciamento genético do próprio corpo. E há quase um ano, retirou o conteúdo genétido de uma bactéria e inseriu nela um cromossomo montado em seus laboratórios.

Venter acredita que este avanço tenha aplicações práticas bem interessantes. “É um conjunto de ferramentas bastante poderoso: podemos produzir vacinas de forma bem mais rápida do que atualmente, e criar algas unicelulares que podem capturar dióxido de carbono e transformá-lo em combustível, como diesel e gasolina,” afirmou. Contou já ter acordos com Novartis e Exxon Mobil para ambas as pesquisas.

As implicações éticas também estão ali. Embora Venter tenha submetido todo o trabalho a comissões de bioética, o estudo com certeza faz repensar na definição de vida. “Temos uma oportunidade inédita para pensar na origem da vida, e ver como um genoma realmente funciona,” escreveu em artigo na Nature Mark Bedau, professor de filosofia do Reed College, nos Estados Unidos.

 

Frases:

"Quanto mais aprendermos sobre o genoma, maior será nosso poder sobre a vida. E sobre a morte. Se soubéssemos quais são todos os genes ligados ao câncer, por exemplo, teríamos mais munição para lutar contra a doença." (Mark Bedau, professor de filosofia do Reed College)

"Para o bem ou para o mal, está aí. Criar vida não é mais uma prerrogativa dos deuses". (Revista The Economist)

"A descoberta de Venter parece extinguir o argumento de que a vida requer uma força ou poder especial para existir." (Arthur Caplan, especialista em bioética da Universidade da Pensilvânia)

"Ele não está simplesmente copiando vida artificialmente ou modificando vida com engenharia genética. Ele está caminhando para a função de Deus: criar vida artificial que jamais deveria existir. Isso pode ser usado no futuro para criar armas biológicas poderosas". (Julian Savulescu, professor de ética da Univeridade de Oxford)

"Viver, errar, triunfar, criar vida a partir da vida”. (James Joyce)

"O nome de Deus é Craig" (Revista Superinteressante)

"Teólogos terão que passar a tocha da reflexão para cientistas como Craig Venter." (Jornal Folha de SP)

 

Cientista prevê a “cura” do envelhecimento

04 de julho de 2011

Se as previsões de Aubrey de Grey estiverem certas, a primeira pessoa a comemorar seu aniversário de 150 anos já nasceu. E a primeira pessoa a viver até os mil anos pode demorar menos de 20 anos para nascer.

Biomédico gerontologista e cientista-chefe de uma fundação dedicada a pesquisas da longevidade, De Grey calcula que, ainda durante a sua vida, os médicos poderão ter à mão todas as ferramentas necessárias para “curar” o envelhecimento – extirpando as doenças decorrentes da idade e prolongando a vida indefinidamente.

Aubrey de Grey

“Eu diria que temos uma chance de 50% de colocar o envelhecimento sob aquilo que eu chamaria de nível decisivo de controle médico dentro de mais ou menos 25 anos”, disse De Grey numa entrevista antes de proferir uma palestra no Britain’s Royal Institution, uma academia britânica de ciências.

“E por ‘decisivo’ quero dizer o mesmo tipo de controle médico que temos sobre a maioria das doenças infecciosas hoje”, acrescentou. De Grey antevê uma época em que as pessoas irão ao médico para uma “manutenção” regular, o que incluiria terapias genéticas, terapias com células-tronco, estimulação imunológica e várias outras técnicas avançadas.

Ele descreve o envelhecimento como o acúmulo de vários danos moleculares e celulares no organismo. “A ideia é adotar o que se poderia chamar de geriatria preventiva, em que você vai regularmente reparar o danos molecular e celular antes que ele chegue ao nível de abundância que é patogênico”, explicou o cientista, cofundador da Fundação Sens (sigla de “Estratégias para a Senilitude Programada Desprezível”), com sede na Califórnia.

Não se sabe exatamente como a expectativa de vida vai se comportar no futuro, mas a tendência é clara. Atualmente, ela cresce aproximadamente três meses por ano, e especialistas preveem que haverá 1 milhão de pessoas centenárias no mundo até 2030.

Só no Japão já há mais de 44 mil centenários, e a pessoa mais longeva já registrada no mundo foi até os 122 anos. Mas alguns pesquisadores argumentam que a epidemia de obesidade, espalhando-se agora dos países desenvolvidos para o mundo em desenvolvimento, poderá afetar a tendência de longevidade.

As ideias de De Grey podem parecer ambiciosas demais, mas em 2005 o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) ofereceu um prêmio de 20 mil dólares para qualquer biólogo molecular que provasse que as teorias da Fundação Sens são “tão erradas que nem são dignas de um debate bem informado”. Ninguém levou a bolada.

prêmio foi instituído depois que um grupo de nove cientistas influentes atacou as teorias de Grey, qualificando-as de “pseudociência”. Os jurados concluíram que o rótulo não era justo, e argumentaram que o Sens “existe em um meio termo de ideias ainda não testadas que algumas pessoas podem considerar intrigantes, mas das quais outras estão livres para duvidar.”

Fonte: noticias.terra.com.br

 

2045: O ano em que o homem se tornará imortal

Artigo da TIME sobre Singularidade

Há espaço dentro do singularitarianismo para considerável diversidade de opinião sobre o que significa a Singularidade, quando e como ela vai ou não acontecer.

Os singularitarianos compartilham uma visão de mundo. Eles pensam em tempo no seu sentido mais profundo, acreditam no poder da tecnologia para moldar a história, têm pouco interesse na sabedoria convencional sobre qualquer coisa, e não acreditam que você pode andar por aí e levar sua vida normalmente, assistindo TV, como se uma revolução de inteligência artificial não estivesse prestes a entrar em erupção e mudar absolutamente tudo.

Eles não têm medo de serem ridículos, a reprovação do cidadão comum pelas ideias aparentemente absurdas é, para eles, apenas um exemplo de preconceito irracional e singularitarianos não barganham com a irracionalidade.

Para o inventor e futurista Ray Kurzweil, ser apenas um humano com inteligência limitada e uma biologia condenada nunca foi suficiente. Em um tempo no futuro, quando misturados com as máquinas, os humanos vão ficar mais espertos e viverão para sempre.

Para Kurzweil, nós somos um híbrido de tecnologia biológica com dispositivos eletrônicos no cérebro. Isso quer dizer que, no futuro, será possível que alguns programas médicos sejam baixados em um computador dentro da sua cabeça. Se você considerar que daqui a 25 anos essa tecnologias vão estar 100 mil vezes menores (nanotecnologia) e um bilhão de vezes mais poderosas, tem uma idéia de como isso é factível. E, apesar de a maioria de nos não ter computadores nos corpos, eles já são parte de quem nós somos.

Fonte: http://www.time.com/time/health/article/0,8599,2048138,00.html

 

Entrevista da Revista Galileu

A caminho da vida eterna

ESPERANÇA: Com a singularidade, Ray acha possível trazer seu pai de volta à vida, mesmo que seja como um avatar

O inventor e futurista americano Ray Kurzweil defende que, graças à evolução tecnológica, nos tornaremos imortais a partir de 2045

*Quando chegaremos à singularidade?

Ray Kurzweil: Por volta de 2045. Nós somos um híbrido de tecnologia biológica e não-biológica. Uma porção de gente tem dispositivos eletrônicos em seus cérebros, por exemplo. A mais nova geração desses apetrechos permite que alguns programas médicos sejam baixados em um computador dentro da sua cabeça. Se você considerar que daqui a 25 anos essas tecnologias vão estar 100 mil vezes menores e 1 bilhão de vezes mais poderosas, tem uma ideia de como isso é factível. E, apesar de a maioria de nós não ter computadores nos corpos, eles já são parte de quem nós somos.

* E o que acontecerá com aquelas pessoas que não quiserem se tornar "trans-humanos" e se fundir com a tecnologia?

Kurzweil: Quantas pessoas rejeitam completamente toda a tecnologia voltada para a medicina e a saúde? Quantas se recusam a usar óculos ou a tomar remédios? As pessoas dizem que não querem mudar, mas, quando aparece uma doença, elas farão qualquer coisa para derrotá-la.

* Podemos superar nossos problemas ambientais até 2045?

Kurzweil: Sim. As possibilidades são muito maiores do que parecem. Nós só temos de capturar uma parte em 10 mil da luz do sol para obtermos toda a energia de que precisamos. A nanotecnologia tem sido empregada na coleção das tecnologias solares, o que tem otimizado a energia em escala exponencial. Essa tecnologia está ficando barata, pois está sujeita à lei da aceleração.

* Que lei é essa?

Kurzweil: O poder das ideias para mudar o mundo está se acelerando, e pouca gente percebe. As pessoas não pensam exponencialmente, embora mudanças exponenciais se apliquem a qualquer coisa que envolva a medição do conteúdo de informação. Quando o projeto do genoma humano foi anunciado em 1990, os céticos disseram: "Vocês não vão conseguir fazer isso em 15 anos". Sete anos depois, eles voltaram a criticar, afirmando que os cientistas haviam concluído apenas 1% do projeto. Mas isso significava que tudo estava no prazo: quando você atinge 1%, numa escala exponencial você está a apenas sete dobras do objetivo.

* Os avanços da singularidade parecem um tanto utópicos…

Kurzweil: Não são utópicos porque a ciência é uma espada com duas pontas. Ao mesmo tempo em que soluciona problemas, apresenta outros. E resolve estes e cria outros tantos. E, nesse ritmo, os benefícios superam os estragos e aceleram os progressos tecnológicos.

* Você aprendeu alguma coisa nova a seu próprio respeito depois de ter participado do documentário Transcendent Man?

Kurzweil: Sim. Aprendi coisas sobre o relacionamento com o meu pai e a influência que ele teve na minha formação como uma pessoa criativa. Só então vi o quanto sinto a sua falta. Ele era um compositor reconhecido em Viena, de onde fugiu por causa dos nazistas. Morreu de enfarte quando eu tinha 20 e poucos anos.

* Você diz que sonha com a possibilidade de trazer seu pai, Frederic, de volta à vida. Como isso seria possível?

Kurzweil: Usando o DNA coletado de sua tumba por nanorrobôs e adicionando todas as informações extraídas da inteligência artificial formada pelas minhas memórias e de todas as outras pessoas que se lembram dele. Além disso, todos os momentos da vida dele que eu guardei, em caixas ou armários, poderiam ser baixados. Ele poderia ser um avatar, ou um robô, ou assumir qualquer outra forma.

(Fonte: http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu/0,,EDG86971-8489-216,00-A+CAMINHO+DA+VIDA+ETERNA.html)

 

Leia também:

Além de viver mil anos o homem também quer viver em um paraíso terrestre, um novo Éden Tecnológico, leia também:

Projeto Vênus: Um Novo Céu e uma Nova Terra?

 

Para saber mais:

http://transhumanista.no.sapo.pt

http://www.transhumanism.org

http://humanityplus.org

http://www.singularidadetecnologica.blogspot.com

http://super.abril.com.br/superarquivo/2003/conteudo_292884.shtml

http://super.abril.com.br/ciencia/voce-pode-ser-imortal-535997.shtml

http://knol.google.com/k/rejuvenescimento-e-imortalidade-fisica

http://veja.abril.com.br/070109/p_068.shtml (Especial Longevidade e Juventude)

Documentário Transcendent Man, de Robert Barry Ptolemy

 

Fontes pesquisadas:

www.wikipedia.og

www.estudioexperimental.com.br

www.computerworld.uol.com.br

www.knol.google.com/k/transhumanismo-mais-inteligente-mais-saudavel-mais-feliz

http://fabulosofuturo.blogspot.com/2011/03/o-ano-em-que-o-homem-se-tornara-imortal.html

http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5221377-EI8147,00-Cientista+preve+a+cura+do+envelhecimento.html

**Geração Maranata** Se for copiar cite a Fonte!

Leia também:

Comentarios:

Post a comment

Início | Download | Links | Contato
Misso Portas Abertas JMM ANEM
Destino Final Heart Cry Jocum Missao Total Missao Total Projeto Paraguai